Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Polícia

Após 17 dias na UTI, empresário de Cruzeiro do Sul que teve família toda infectada morre de Covid

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Empresário Francisco Raimundo de Oliveira, de 66 anos, estava na UTI desde o dia 23 de dezembro. Além dele, a esposa, filha e genro também testaram positivo para a Covid-19 na mesma época. Prefeitura de Cruzeiro do Sul lamentou o falecimento do idoso.

Após 17 dias de luta contra a Covid-19, o empresário Francisco Raimundo de Oliveira, de 66 anos, de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, morreu na noite desse sábado (9). A confirmação da morte do idoso foi dada pela prefeitura da cidade, que divulgou nota de pesar e disse que ele faleceu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de São Paulo (SP).

Além dele, a esposa, Maria Oneilde Araújo de Oliveira, de 65 anos, a filha Janaína Araújo de Oliveira Lima, de 46, e o genro, que é médico, Marcelo de Melo Lima, de 49, também testaram positivo para a doença na mesma época.

A família é dona de uma rede de empresas, incluindo supermercados, postos de combustíveis, frigorífico e outros empreendimentos em Cruzeiro do Sul.

“Seu Raimundo Bananeira, como era popularmente conhecido, teve uma trajetória de vida dedicada ao Vale do Juruá, começando a trabalhar desde muito jovem na área do comércio. Empreendedor por natureza, com muito esforço e trabalho, se tornou um grande empresário, desempenhando um papel importante para o crescimento local, contribuindo, assim, com o desenvolvimento da região, gerando emprego e renda a inúmeras famílias de Cruzeiro do Sul e municípios vizinhos. Pedimos a Deus que conforte o coração de todos os familiares e amigos nesse momento de dor e pesar”, disse a prefeitura em nota.

Em reportagem, publicada no último dia 29 de dezembro, a filha de Oliveira, a também empresária Janaína Lima, informou que ele estava na UTI de um hospital particular de Rio Branco lutando contra a Covid-19. Segundo a prefeitura de Cruzeiro do Sul, após apresentar leve melhora, o empresário foi transferido para São Paulo, mas não resistiu. O G1 não conseguiu contato com a família neste domingo (10).

O empresário além de hipertenso também tinha diabetes. Ele deu entrada na UTI em Rio Branco no dia 23 de dezembro e foi entubado no dia 25. Na época, a filha chegou a dizer que o Natal foi dentro do hospital, e que o Ano Novo também provavelmente seria. “A expectativa é de que a gente saia pela porta da frente do hospital”, disse otimista.

Sobre a mãe dela, que também tinha sido infectada, Janaína afirmou que a idosa estava bem, ainda tomando a medicação e que não precisou ficar na UTI. Dos quatro, apenas Janaína não precisou ficar internada. A filha dela não pegou a doença.

Corrente de oração

A empresária contou ainda, na época, que a família tinha iniciado uma corrente de oração pelas redes sociais para que todos se recuperassem bem e voltassem para casa logo.

“Essa doença age diferente em cada pessoa, mesmo se não tiver comorbidade, ela pode ser letal. Faço um apelo para todo mundo: se cuidem, porque é triste essa doença. Não é uma gripezinha, ela mata mesmo, acaba com o organismo das pessoas”, se emocionou.

Janaína explicou que sempre tomou todos os cuidados para evitar a doença, mas acabou se infectando. O pai, por trabalhar no comércio, foi um dos primeiros a testar positivo para a doença. A empresária mora em uma casa com o marido e a filha e os pais em outra residência.

G1

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas