Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Prefeito Tião Bocalom é o escolhido para presidir Amac

Kenedi Rodigues

Publicado

on

Os prefeitos homologaram o nome do prefeito da capital acreana, Tião Bocalom (Progressistas), para presidente da Associação dos Municípios do Estado do Acre (Amac). Em seguida, eles escolheram a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT), para assumir a vice-presidência; o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), como Primeiro-Secretário.

O prefeito de Feijó, Kiefer Cavalcante (Progressistas) designado para o Conselho Fiscal, mas como suplentes, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima (Progresssistas) e o prefeito de Marechal Thaumaturgo, Isaac Piñako (PSD). A nova gestão comandará a entidade pelos próximos dois anos, com possiblidades de concorrer a mais uma reeleição.

Assim que começou a assembleia deliberativa para apresentação das chapas que pretendiam concorrer à eleição da entidade municipalista, o prefeito de Porto Acre, Benê Damasceno (Progressistas), defendeu o nome do correligionário, Tião Bocolam. Destacou que a prefeita de Rio Branco que mais destina mais recursos para financiar a Amac, mas que o momento exigia a unidade dos novos gestores. “A experiência que tiveram com a eleição da ex-prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino gerou muitas contendas entre pares”, lamentou.

O prefeito do Bujari, Antonio Teles (Padeiro), pediu o apoio dos outros prefeitos para reformulação do estatuto da entidade para determinar que somente o prefeito da capital poderia concorrer ao pleito de presidente, mas o prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes discordou da proposta do pedetista. Disse que apoiava uma chapa única, com os nomes dos candidatos que tinham intenção de fazer parte da nova direção. “Não podemos impedir que qualquer prefeito de concorrer a presidência da entidade”, ponderou.

Zequinha Lima (Progressistas), deu uma de bombeiro parabenizando os prefeitos favoráveis a unidade da nova gestão. Destacou os desafios que os gestores municípios enfrentarão daqui pra frente, mas que o prefeito Bocalom poderia contribuir com essa travessia. Concordou com uma chapa única, mas defendeu a escolha de representantes do Vale do Juruá para fazer parte da nova gestão da Amac.

O prefeito Tião Bocalom agradeceu o apoio dos pares e prometeu trabalhar em prol de todos os municípios. Agradeceu a presença do senador Sérgio Petecão no encontro intermunicipal. Falou das peregrinações para captar recursos nos ministérios em Brasília, capital do Distrito Federal (DF), mas dos compromissos de prestar contas das verbas liberadas. “Destinamos quase um milhão de reais para manter a nossa entidade municipalista, mas o que falei com a imprensa que cobraríamos mais resultados em projetos”, ponderou.

Bocalom enalteceu a equipe de técnicos a frente da Amac para carrear recursos para os municípios acreanos. Destacou que a representação em Brasília funciona como um ponto de apoio para os prefeitos acreanos que acompanham a liberação de verbas e emendas previstas no Orçamento da União deste ano.

Em seguida, pediu que a coordenadora da entidade divulgasse os recursos deixados pela gestão passada. A servidora prontamente comunicou que a Amac conta com um aporte de recursos na ordem de R$546 mil.

Jornal A Tribuna

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas