Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Governo do Acre leva ações de educação em saúde aos municípios

Kenedi Rodigues

Publicado

on

“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.” A frase do educador brasileiro Paulo Freire resume o que a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Núcleo de Educação em Saúde, realizou durante o ano de 2020, mesmo com a pandemia do coronavírus, nos municípios acreanos.

A pandemia da Covid-19 exigiu que todos retornassem ao “ABC”, relembrando as instruções que cada um, quando criança, aprendeu ou deveria ter recebido, como lavar as mãos frequentemente e respeitar o espaço alheio. O “não falar com estranhos” virou o “não ter contato, mesmo com entes queridos”. Por isso, as ações de educação em saúde, voltadas às medidas de prevenção à infecção, foram intensificadas.

Ações de educação em saúde atingiram a meta desejada
“Alcançamos 99% dos municípios do estado, foi um trabalho realizado por muitas mãos e integrado com todas as áreas da Atenção Primária, sendo que as parcerias firmadas foram fundamentais para a realização das ações”, destacou a gerente do Núcleo de Educação em Saúde da Sesacre, Sônia Queiroz.

As ações de prevenção à Covid-19 foram levadas também à população prisional. Ainda, entre as parcerias importantes para a divulgação dos protocolos e medidas de prevenção ao coronavírus, está o apoio dos Núcleos de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) e dos Distritos Especiais Sanitários Indígenas (Dseis).

“Alcançamos a população indígena em parceria com os Dseis, para evitar que a doença se espalhasse nas aldeias. Buscamos principalmente a participação da população, para ser a protagonista das ações de prevenção à doença”, acrescentou a gerente do Núcleo.

Por ser uma infecção muito nova e com uma alta taxa de infectados, que se espalha muito rápido, a Covid-19 ficou sendo a prioridade de enfrentamento e controle, mas as outras doenças não foram esquecidas, como explica Sônia.

“Também trabalhamos a prevenção das outras doenças, principalmente as endêmicas, como é o caso da dengue, com um olhar para o perfil epidemiológico de cada município. Os municípios, por meio Nesms, trabalharam incansavelmente, coordenando e articulando essas ações para promover saúde”, relatou Sônia Queiroz.

Jornal A Tribuna

Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas