Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Geral

Comandante do Corpo de Bombeiros apresenta ao secretário de segurança relatório de ações em enchentes

Kenedi Rodigues

Publicado

on

A cheia dos rios na capital e no interior do estado é um problema que se repete anualmente e causa transtornos e prejuízos para famílias e o estado. A mobilização da estrutura pública exige a elaboração de um plano de contingência capaz de ofertar aos afetados pelas cheias, socorro eficaz.

Na manhã desta segunda feira (4), o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Acre, coronel Carlos Batista apresentou ao secretário de Segurança Pùblica, Paulo Cézar dos Santos, um relatório completo de todas as ações realizadas pela corporação nas cheias dos últimos anos, com ênfase para a enchente na ponta do Abunã, que isolou o Acre por quase dois meses em 2015, e a alagação que atingiu Rio Branco, no ano seguinte.

Batista mostrou imagens e estatísticas que explicam porque uma enchente mobiliza toda a estrutura do estado e exige gastos não previstos no orçamento. O comandante enfatizou também que em todos os casos é necessária a elaboração do plano de contingência, primeira ferramenta acionada quando ocorre esse tipo de situação. Ele anunciou que ainda em janeiro, o Corpo de Bombeiros vai realizar um treinamento com todos os responsáveis pela Defesa Civil nos municípios para que o plano de contingência seja elaborado de forma integrada.

“Vamos capacitar todos os responsáveis pela Defesa Civil em cada município e acompanhar a elaboração do plano de contingência, principalmente daquelas cidades onde o histórico de enchentes é recorrente”, garante.

O secretário Paulo Cézar dos Santos destacou a relevância do trabalho realizado pelo Corpo de Bombeiros destacando a bravura dos militares que enfrentam todas as situações para levar o suporte do estado até as famílias.

Ele ainda observou que a Defesa Civil do Estado tem atuado integrada aos demais órgãos que integram a linha de frente em situações de enchente na capital e nas cidades do interior. “O tempo de resposta da Defesa Civil é um diferencial. Tivemos agora recente a situação de Tarauacá, onde nossas equipes atuaram de forma rápida no auxílio as famílias atingidas. Esse tipo de relatório ratifica ainda mais a importância do trabalho do Corpo de Bombeiros”, observa.

Jornal A Tribuna

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas