Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Professora com Covid-19 que passou 6 dias entubada no AC apresenta melhora: ‘Esperançosa’, diz filha

Kenedi Rodigues

Publicado

on

Filha contou que Giselda Maria Nepomusceno, de 53 anos, foi desentubada no dia 1º de janeiro. Professora está internada no pronto-socorro de Rio Branco há 19 dias.

A professora e psicóloga Giselda Maria Nepomusceno, de 53 anos, internada com Covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do pronto-socorro de Rio Branco, apresentou uma melhora no quadro clínico, segundo a filha Victória Silveira. Ela conta que a mãe foi desentubada e acordada.

“Minha mãe está ainda na UTI, porém ela não está mais intubada. Ela já foi acordada, mas está um pouco confusa e não reconhece ainda onde está, mas, isso é normal por conta dos dias que passou sedada. O estado dela ainda é grave, mas com bastante melhora e, se Deus quiser, já deu tudo certo. É isso vamos aguardar os próximos dias”, contou.

Giselda está internada há 19 dias. No dia 26 de dezembro, ela foi transferida para a UTI e precisou ser intubada devido ao agravamento da doença. Antes disso, a família chegou a fazer campanha por doação de plasma para ajudar no tratamento dela que teve mais de 50% dos pulmões comprometidos.

A professora, que luta contra o novo coronavírus, perdeu o filho Victor Silveira Nepomusceno, de 21 anos, para o câncer há pouco mais de um mês. Ele morreu no Hospital AC Camargo, em São Paulo, onde estava internado desde o início de novembro e fazia tratamento.

Com a melhora da mãe, Victória disse que está esperançosa e já planeja a saída da mãe do hospital com uma carreata. A jovem espera que a professora receba alta antes do aniversário dela, no dia 19 de janeiro.

“Se Deus quiser, vai sair antes do aniversário dela. Estou muito esperançosa, passamos por dias bem difíceis, mas não tenho o que reclamar da equipe médica que está acompanhando minha mãe, que está fazendo o possível e eles também têm esperança que minha mãe vai vencer essa”, acrescentou.

A professora ficou intubada do dia 26 de dezembro até o dia 1º de janeiro deste ano. No dia 2 começou o processo para ser acordada e só no dia 3, ela acordou e ainda está um pouco confusa. Victória disse que deve visitar a mãe na tarde desta segunda-feira (4).

G1 AC

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas