Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Polícia

MP pede que morte de detento por descarga elétrica em presídio seja investigada

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Promotor Tales Tranin pediu que a Polícia Civil investigue as causas da morte do detento Francisco de Oliveira, no último dia 5, no Complexo Prisional de Rio Branco.

O Ministério Público do Acre (MP-AC) determinou que seja instaurado um inquérito para investigar a morte do detento Francisco Ferreira Oliveira, no último dia 5, no Complexo Penitenciário de Rio Branco. Oliveira recebeu uma descarga elétrica enquanto fazia manutenção em um poste de energia do presídio.

Após o acidente, o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) divulgou uma nota explicando que o preso tinha autorização para o trabalho interno e fazia manutenções na unidade, mas subiu no poste de energia sem autorização da equipe da escolta.

Francisco Oliveira cumpria pena no pavilhão R da Unidade de Regime Fechado nº1 do presídio. Ele foi atendido, inicialmente, pelos policiais penais até a chegada do Samu e levado para o hospital, onde morreu.

À Rede Amazônica Acre, o promotor Tales Tranin, da 4ª Promotoria Criminal de Execução Penal e Fiscalização de Presídio, explicou que solicitou à Polícia Civil uma investigação para descobrir o que de fato ocorreu na unidade. Um dos pontos questionados por Tranin é a falta de equipamentos disponibilizados para o preso.

“Quem autorizou? Se autorizaram porque não deram as vestimentas adequadas para se mexer em poste de alta tensão, bota, luva, capacete? Então, temos que apurar o que houve e quem é o responsável por isso. Pelas imagens do dia que foi socorrido a gente percebe que estava com a bermuda laranja, que é o uniforme dos reeducandos. Então, já se percebe que não estava com o equipamento”, pontuou.

Procurada peIo G1, a direção do Iapen disse que deve se posicionar sobre o caso ainda nesta quarta-feira (18).

G1

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas