Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Wagner Felipe denuncia descaso com Associação de Deficientes Físicos onde falta próteses e cadeiras de roda

Gina Menezes

Publicado

on

Na manhã desta sexta-feira (18), o deputado Wagner Felipe (PL) visitou a Associação Rio-branquense de Deficientes Físicos (ARDEF) e colheu demandas sobre a necessidades da associação, entre elas a falta de próteses básicas e de baixo custo.

O deputado conversou com o presidente da associação, Robervaldo, que afirmou que os pacientes que necessitam de próteses sofrem pelo fato da oficina ortopédica estar há 7 anos sem receber atenção devida e repasses que garanta seu funcionamento.

Segundo o presidente, há exatos dois anos a ARDEF não recebe nenhum recurso, nem mesmo o básico que garantiria a manutenção da estrutura da sede como o pagamento de água, luz, gasolina e psicólogos para atender as pessoas. “Há pessoas que estão em espera de prótese há 5 anos e isso é lamentável”, diz.

Outra denúncia grave do presidente que merece atenção é a feita, também pelo presidente da associação, de que há interesses eleitoreiros que interferem no atendimento aos pacientes necessitados.

“Usuários relatam que o material da ortopética tem sido utilizado em interesses políticos”, diz.

Wagner Felipe lamentou que os portadores de deficiência física sofram por falta de condições mínimas, como acessibilidade em transporte e ainda tenha que lidar com a falta de próteses.

“Mais de 400 pessoas aguardam e precisam de molestas, cadeira de banho, cadeiras de rodas, próteses”, disse o deputado.

Estiveram presentes na reunião além do presidente Robervaldo, o representante da zona rural, Mailton, Nilzete, Rute.

Vale frisar que Wagner Felipe já apresentou na Assembleia Legislativa do Acre diversas indicações que têm por objetivo tornar mais fácil a vida dos portadores de deficiência.

“Na igreja temos irmãos também que precisam de políticas públicas para essa área e também e este é um assunto de cunho social importantíssimo. Já participei do projeto ‘Viver Melhor’, realizado pela Boas Novas que doa cadeira de rodas para pessoas em situação de vulnerabilidade social”, diz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas