Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cruzeiro do Sul

INTO erra, “mata” secretário adjunto da Saúde, mas quem faleceu foi vizinho de leito

Redação Folha do Acre

Publicado

on

A equipe do Instituto Nacional De Traumatologia E Ortopedia (INTO), onde funcional hospital de referência de atendimento e internações de pacientes com Covid-19 cometeu um erro absurdo na manhã desta terça-feira (1). O hospital confundiu a identidade de um paciente que faleceu vítima do coronavírus e ligou para a família errada para informar o óbito.

Uma pessoa que trabalha no hospital ligou para a família do secretário adjunto de Saúde de Cruzeiro do Sul, Roberto Holando, informando que ele havia falecido após complicações da Covid-19, no INTO, em Rio Branco. A notícia gerou uma comoção na cidade do Juruá, já que Roberto é muito conhecido por lá.

Mas minutos depois, a secretária de Saúde da cidade, Janaína Negreiros, checou a informação e informou que o INTO errou ao anunciar a morte de Roberto, e que quem faleceu foi uma pessoa que estava internado no leito ao lado do servidor da Prefeitura de Cruzeiro.

“Membros da própria Secretária de Saúde do Acre usaram as redes sociais para lamentar a morte de Roberto, mas minutos depois ligaram para os familiares para negar a morte”, disse um morador de Cruzeiro do Sul.

Robeto Holanda continua internado em estado grave no INTO. Amigos e familiares chegaram a fazer uma campanha para pedir doação de plasma para seguir o tratamento do secretário adjunto. Holanda chegou a ter 80 % dos pulmões comprometidos pelo coronavírus, e foi transferido de Cruzeiro do Sul para Rio Branco a cerca de um mês.

A reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa da Sesacre, que enviou nota de esclarecimento sobre o caso. Em nota enviada à redação da Folha do Acre, a Sesacre nega que a equipe do INTO tenha ligado para familiares de Roberto informando sobre o falecimento. Confira a nota:

Nota de Esclarecimento

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-Ac), vem a público esclarecer que não realizou nenhum tipo de comunicado oficial sobre o suposto falecimento do paciente Roberto Holanda.

Ressalta, ainda, que a empresa responsável pelo gerenciamento do Into-Ac não realiza noticiamento de óbito por telefone.

O contato via telefone solicitando a presença de um familiar na unidade ocorre por diversos motivos, entre eles a necessidade de entrega de pertences, remédios, solicitação de produtos de higiene íntima etc.

Reitera, portanto, que em nenhum momento a equipe de Assistência Social do Into fez ligações informando o óbito do paciente em questão, que encontra-se internado na unidade.

Rio Branco, 1º de setembro de 2020

Lorena Elizabeth Rojas Seguel
Responsável pelo Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-Ac)

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas