Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Polícia

Farmacêutica presa na Fundhacre se defende e desabafa: “Não desejo isso a ninguém”

Redação Folha do Acre

Publicado

on

A jovem Poliana Araújo, que foi presa pela Polícia Civil acusada de exercício ilegal da profissão enquanto atendia como farmacêutica no setor de Nefrologia do Hospital das Clínicas, em Rio Branco, resolveu abrir o jogo sobre o caso.

Segundo Poliana, ela não foi presa e foi à delegacia somente para ser interrogada pelo delegado que investiga o caso.

“Primeiro pra começar nunca fui presa como essa mídia imunda divulgou, eu fui até a delegacia prestar esclarecimentos sob oq eu estava sendo acusada, passei pouco mais de 1 hora lá, segundo, o meu cargo lá na Nefrologia era de apoio técnico, nunca foi de farmacêutica, meu ponto era de apoio técnico, minha função era pra operar um sistema onde várias outras pessoas q não são farmacêuticos operam também”, disse.

A jovem conta que não era responsável pela Nefrologia do Hospital das Clínicas como foi noticiado na época.

“Levei toda documentação que me foi solicitada pelo o RH no ato da minha contratação, se minha contratação fosse de farmacêutica, precisaria ter apresentado o registro, eu não era responsável pela logística de medicamentos como esses jornalecos irresponsáveis estão falando, até pq NA NEFROLOGIA NUNCA EXISTIU UMA FARMÁCIA!!, terceiro cursei sim e conclui o curso, inclusive aí no meu Facebook tem o dia da apresentação do TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO, mas por um problema com a faculdade ainda não consegui a documentação pra tirar o CRF e exatamente por conta disso que não tinha um cargo de farmacêutica e nem ganhava como farmacêutica”, disse.

Poliana diz que não pretende mais se pronunciar sobre o casa e manda recado para as pessoas que usam as redes sociais para atacá-la.

“Essa é a primeira e última vez que me pronuncio publicamente sobre isso, pois sei que de nada adianta, pois caiu nas redes, o povo julga e condena mesmo!!! Não vou parar minha vida, meu advogado está cuidando de tudo que é necessário ser cuidado!! No mais, só desejo para todos que me perseguem falando de mim sem ao menos conhecer minha história, que nunca tenham a infelicidade de cair no crivo das redes, pois não é nada fácil! Mas a vida segue, e eu vou continuar seguindo de cabeça erguida, sem fazer mal para ninguém, como sempre foi”, concluiu.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas