Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Em greve, trabalhadores dos Correios organizam protestos e buscam apoio da população

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Os trabalhadores dos Correios, liderados pelo o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos do Acre (Sintect-AC), se reuniram na frente da agência central, no início da manhã de quinta-feira, 20. Durante o ato, os manifestantes ocuparam o hall do prédio para demonstrar a revolta com a retirada de direitos.

Após deflagração de greve, o Sindicato iniciou uma mobilização que inclui protestos nas redes sociais com o objetivo de conscientizar a população quanto aos motivos da greve nacional, iniciada na terça-feira,18, no Acre. Os funcionários buscam debater com aqueles que têm opiniões contrárias ao movimento.

O ato contará com a publicação de postagens com o uso das ‘hashtags’ #EuApoioAGreveDosCorreios #NaoAPrivatizacaoDosCorreios, demonstrando a necessidade de melhorias nas condições de trabalho, a preservação dos direitos trabalhistas e defendendo a empresa pública como forma de atendimento de toda a população.

“O ato presencial teve o objetivo de demonstrar que os trabalhadores estão empenhados e que estão parados para garantir os direitos trabalhistas e melhores condições para a prestação do serviço para a sociedade, desmentindo a direção dos Correios que alegou ter 100% dos empregados nos postos de trabalho”, explicou a presidente do Sintect-AC, Suzy Cristiny.

O sindicato orientou a classe para que todos realizem denúncias na Central do Cidadão, no site do Supremo Tribunal Federal (STF), pela manutenção da sentença normativa dos trabalhadores julgada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O primeiro dia da greve dos trabalhadores dos Correios foi marcada por uma carreata pelo centro de Rio Branco. Representantes do Sintect-AC e do Sindicato dos Bancários se uniram em defesa dos direitos trabalhistas, que vêm sendo revogados. Os funcionários saíram da sede do Sintect-AC, no bairro Base, e seguiram pelas principais ruas da cidade, terminando no Parque da Maternidade. O ato reuniu mais 100 pessoas, manifesto organizado para, para evitar aglomerações.

Assessoria

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas