Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Saúde

CRM notifica Sesacre após denúncia de falta de ar-condicionado em UTI-Covid do PS

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Diretor do Pronto-Socorro, Areski Peniche, informou que unidade de saúde foi notificada e que problema já foi solucionado.

Após receber uma denúncia de que a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) específica para atender pacientes com Covid-19 do Pronto-Socorro de Rio Branco estaria sem ar-condicionado, o Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) notificou o Ministério Público do Trabalho, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e a direção do PS.

Ao G1, o diretor do PS, Areski Peniche, disse que a unidade de saúde já foi notificada e que o problema foi solucionado. A Sesacre informou que a direção do PS estava responsável em responder a demanda.

“Isso ocorreu no último fim de semana, tivemos um problema no nosso sistema central de ar-condicionado. Os equipamentos funcionam com um sistema que usa água gelada e teve um problema técnico que a água gelada não estava indo para um lado da UTI, mas esse problema já foi solucionado e todos os aparelhos estão funcionando adequadamente em todos os ambientes do hospital”, garantiu.

O CRM disse que a informação que recebeu era de que o local estava sem ar-condicionado e que os pacientes estariam desconfortáveis com a situação, assim como os profissionais que trabalham na unidade.

No documento, o CRM esclareceu que os aparelhos de ar-condicionado são considerados equipamentos hospitalares que contribuem para a manutenção das condições assépticas do ambiente, não se tratando apenas de conforto, mas também de qualidade do ambiente interno.

O órgão solicitou que a Sesacre se manifestasse, bem como a direção do PS, e que as devidas providências fossem tomadas. Já o MPT, o conselho pediu que sejam tomadas as providências que o órgão achar necessárias.

G1

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas