Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Gladson demite pastor acusado de homofobia de cargo com salário de R$ 6 mil

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), resolveu exonerar nesta segunda-feira (17) o comissionado Nelson da Vitória de cargo no governo do Estado após acusações de homofobia. Nelson é pré-candidato a vereador de Rio Branco.

A demissão ocorreu após o Ministério Público do Acre encaminhar representações contra o servidor público por homotransfobia. Declarações de Nelson Freitas de Correia em redes sociais podem ser enquadradas como crime de racismo e improbidade.

A demissão foi publicada na edição do Diário Oficia do Acre desta segunda. Nelson ocupava uma CEC-6 na Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres desde agosto do ano passado. O salário era de mais de R$ 6 mil reais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas