Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Bandidos assaltam posto, agridem frentista até ele desmaiar e depois tentam atear fogo no local

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Dois bandidos armados invadiram um posto de combustível que fica na BR-364, no Bujari, interior do Acre, na noite desta segunda-feira (10). Eles torturaram um frentista e tentaram atear fogo no local. O crime ocorreu por volta das 21 horas. Imagens de câmeras de segurança mostram a ação da dupla.

Esta é a segunda vez que o posto é assaltado em menos de um mês. No dia 12 de julho, quatro homens armados levaram pelo menos R$ 500 do posto, além de objetos pessoais e celulares.

No roubo desta segunda, uma dupla chegou ao local em uma motocicleta e, quando o frentista foi atender, um deles puxou a arma e apontou para a cabeça dele. Os homens levaram a motocicleta do frentista, celulares e uma quantia em dinheiro estimada em mais de R$ 1 mil. O dono do posto informou que ainda está sendo feito o levantamento da quantia roubada.

Nas imagens, é possível ver o momento em que a dupla chega e logo depois aborda o frentista e sai com ele. É o momento em que o dono descreve que o trabalhador foi levado para a conveniência.

“Levaram para a conveniência, pegaram todo o dinheiro que ele tinha em mãos, que era pouco, mas na conveniência tinha um valor maior que eles ainda estão levantando, mas devia ser mais de R$ 1 mil”, contou o dono do posto, que preferiu não se identificar.

O empresário disse ainda que a dupla queria roubar a gerência para abrir o cofre onde tinha uma quantia maior em dinheiro.

“Só que ele [frentista] disse que não tinha a chave do cofre, nem do escritório, porque o gerente que tem essas coisas mora em Rio Branco. E, uma pessoa que estava no local, disse que lá atrás tinha o outro frentista que tinha. Eles foram lá, bateram forte, e o frentista abriu, agrediram ele achando que tinha dinheiro. Ele entregou o celular, tudo o que tinha e, mesmo assim, deram umas coronhadas nele e precisou o Samu ir buscar”, contou.

O homem chegou a desmaiar com as pancadas e, após o atendimento, precisou levar pontos na cabeça devido os golpes, informou o dono do estabelecimento.

“Mas, o que mais me preocupou é que no final do assalto eles jogaram dois bicos de bomba no chão, tomaram o isqueiro da pessoa que estava com o meu frentista e com certeza o que se imagina nisso é que iam atear fogo. Só que Deus é grande e eles se assustaram com alguma coisa e acabaram indo embora e não concluindo e foi o que mais me apavorou. Se um posto daquele explode, seria como o que a gente acabou de presenciar lá em Beirute, leva metade da cidade”, pontuou.

O dono do posto disse ainda que os frentistas foram treinados para saber como agir nessas situações. Ainda conforme o empresário, os bandidos ameaçaram voltar em outro momento. O dono do posto ainda lamentou a falta de segurança no local e disse que vai tentar uma conversa com alguém da Segurança. Um boletim de ocorrência foi feito na manhã desta terça (11).

“O cofre eles não vão levar porque é soldado, mas o que me preocupa são meus funcionários. Bem material a gente recupera, mas a vida dos meus funcionários está em primeiro lugar”, conclui.

G1

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas