23 junho 2024

Irmã de empresário morto pela Covid diz que adversários fazem política suja com morte de Manoel Leite

Date:

Em nota assinada pelo deputado estadual Manoel Moraes (PSB), onde expressa profundo pesar pela morte do empresário Manoel Leite, cunhado do parlamentar, a família também expressa indignação com parte da impressa pela forma que trata Leite, arrolado na Operação Mitocôndrias. A família Moraes afirma repudiar a forma que a impressa coloca Manoel Leite, falecido na quarta-feira (22), como culpado, nem se dando ao trabalho de apurar os fatos ou esperar a conclusão do inquerito.

“Quero aqui manifestar o meu repúdio a setores da imprensa por matérias vinculadas contra o meu irmão Manoel leite. Jornais que aproveitaram para lucrar neste momento de dor que minha família e eu estamos vivenciando. Dor de uma mãe de 80 anos, dor de uma esposa que se encontra com uma bebê de apenas um mês de vida e com mais dois filhos. Todas as acusações fizeram parte de um complô de concorrentes e políticos rasteiros. Provaremos a verdade e limparemos o nome do meu irmão que foi um homem honesto e honrado”, diz Maria Auxiliadora Sales, irmã de Leite.

Maria afirma ainda que lutará até a morte para provar a inocência de Manoel Leite.

“Essas pessoas não se importam em matar, destruir princípios, famílias, a história de luta de uma família batalhadora, unida, que se amam entre si e que tudo o que obtiveram foi às custas de muito trabalho honesto, pois seu percurso de vida mostra isso, não é apenas um achismo de apenas uma autoridade ligada a herdeiros de empresas dominantes. Lutaremos até a morte para provar a inocência do meu irmão”, diz.

Maria disse também que o objetivo da perseguição sempre foi atingir a honra do deputado Manoel Moraes e anunciou que se afastará da vida política. Ela é vice-prefeita de Xapuri.

“Neste momento, diante das perseguições que atingem minha família, onde sabemos que o alvo principal é o meu esposo, o deputado Manoel Moraes, informo aqui que me retiro da política de Xapuri, para dar lugar a grupos medíocres que desejam o poder, não por merecimento do povo, mas por tramas diabólicas de grupos obscuros, que se mantêm semeando o ódio nas redes sociais, através de perfis falsos, fakes news e de jornais que não se importam com a dor de uma família, onde pessoas são contratadas a prestarem esse serviço ‘sujo’ em Xapuri e também a nível de Estado. Família, honra e dor, para eles nada vale, pois o que importa é conseguir o poder político e empresarial a qualquer custo”, diz.

Outro familiar também informou que a denúncia contra Manoel Leite dá a entender que ele estava envolvido no desvio de R$ 22 milhões, mas que na verdade ele recebeu apenas R$ 90 mil de produtos devidamente entregues.

“Eles deixam no ar que de uma investigação de R$ 22 milhões foram desviado em torno de R$ 4 milhões. Isso é importante pra nós, porque desse valor o Manoel Leite só recebeu R$ 90 mil. A polícia deve denominar quem recebeu o resto por questão de ética e justiça. O Manoel recebeu esses 90 mil por produtos efetivamente entregues (vamos provar no decorrer do processo). Esse recebimento representa 0,4% aproximadamente do total e 2,25% do total que dizem que foi desviado dos R$ 4 milhões”, diz.

Últimas