Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Principal

Após PSDB passar para comando de Gladson, Ulysses Araújo se lança pré-candidato a prefeito pelo PSL

Gina Menezes

Publicado

on

Logo após o anúncio de que o PSDB estadual conduzirá o processo eleitoral através do governador Gladson Cameli, que deve ser filiar à sigla em breve, o apoiador da pré-campanha de Minoru Kimpara, coronel Ulysses Araújo, vice-presidente regional do PSL, lançou-se pré candidato a prefeito, abandonando assim o ex-reitor da UFAC.

O anúncio foi feito pelo próprio coronel da reserva na noite de quinta-feira (30) em uma carta aberta publicada nas redes sociais.

Na carta, Ulysses diz que com as mudanças no PSDB os cenários são de incerteza, fala em jogo de poder pelo poder e frisa que será candidato à prefeito da capital.

“Todavia diante do fato do comando do PSDB, bem como da condução das eleições municipais do referido partido, ter sido passado para o então Governador Gladson Cameli, e principiante, diante desse cenário que inspira insegurança ao PSL, venho oficialmente colocar o meu nome à disposição do PSL nacional, estudam e municipal, além dos pré-candidatos a vereadores do PSL para concorrer ao cargo de Prefeito de Rio Branco.Entendo que o PSL não pode ser coadjuvante, nem puxadinho de qualquer partido nas eleições municipais de Rio Branco, muito menos ficar solto ao vento e dependente de decisões de terceiros estranhos ao nosso partido”, diz trecho da carta.

Ulysses diz que o partido não pode ficar à mercê de interesses de pessoas alheias ao partido, mas não citando o nome de Gladson nesse trecho.

“Oficialmente me coloco à disposição do povo acreano como pré-candidato ao cargo de Prefeito de Rio Branco, entendendo que o PSL está acima de todas essas manobras e articulações em busca do poder pelo poder, mas sobretudo pela esperança de renovação que o PSL inspira, cabendo salientar que toda a minha vida me preparei para esse momento, como gestor público, privado e empresarial”, cita.

Confira a carta:

Carta Aberta ao Povo Acreano

Eu, Coronel Ulysses Araújo, atualmente Vice-Presidente do PSL do Estado do Acre, venho através desta manifestação pública declarar que até o presente momento me submeti humildemente e respeitosamente a todos os trâmites burocráticos e políticos que culminaram na vinda do Vice-Governador Major Rocha para o PSL, bem como na decisão do Partido em apoiar irrestritamente a candidatura majoritária do PSDB na pessoa do Professor Minoru Kinpara.

Todavia diante do fato do comando do PSDB, bem como da condução das eleições municipais do referido partido, ter sido passado para o então Governador Gladson Cameli, e principiante, diante desse cenário que inspira insegurança ao PSL, venho oficialmente colocar o meu nome à disposição do PSL NACIONAL, ESTADUAL, MUNICIPAL, além dos pré-candidatos a vereadores do PSL para concorrer ao cargo de Prefeito de Rio Branco.

Entendo que o PSL não pode ser coadjuvante, nem puxadinho de qualquer partido nas eleições municipais de Rio Branco, muito menos ficar solto ao vento e dependente de decisões de terceiros estranhos ao nosso partido.

Trata-se do maior Partido do Brasil, que tem o maior tempo de rádio e televisão, tem o maior fundo partidário, a melhor estrutura de campanha, uma militância ideológica e o compromisso com princípios familiares e cristãos, livre iniciativa, liberdade de expressão, intervenção mínima do Estado na economia, além de outras pautas de direita. Tudo isso não somente nos credencia, mas nos obriga a ter uma postura republicana e democrática ao lado da população acreana.

Oficialmente me coloco à disposição do povo acreano como pré-candidato ao cargo de Prefeito de Rio Branco, entendendo que o PSL está acima de todas essas manobras e articulações em busca do poder pelo poder, mas sobretudo pela esperança de renovação que o PSL inspira, cabendo salientar que toda a minha vida me preparei para esse momento, como gestor público, privado e empresarial, além da experiência de ter concorrido ao cargo de Governador nas eleições passadas, tendo obtido 14% dos votos válidos de Rio Branco em uma eleição que tínhamos 7 segundos de tempo de rádio e televisão, não tínhamos estrutura financeira nem fundo partidário e éramos um partido nanico, hoje a situação é totalmente diferente, pois temos tudo isso e muito mais, por isso, vamos encarar esse desafio, vamos pra ‘guerra’ em defesa da população acreana, pois o que Acre e Rio Branco precisa é de um Comandante de verdade que tenha na sua essência o espírito de servir, proteger e cuidar dos cidadãos, algo que fiz por mais de 30 anos na minha carreira policial militar.

Coronel Ulysses Araújo – Vice Presidente PSL Estadual

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas