Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Jailson assume prefeitura de Rodrigues Alves e prepara mudança em secretariado

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Com o inesperado falecimento do prefeito Sebastião Correia (MDB), ocorrido nesta segunda (27), o vice-prefeito Jailson Amorim (PROS) assume o cargo até o final do mandato.

Não há impedimento legal para que Jailson, agora assumindo a prefeitura, seja candidato a prefeito. Seu nome já havia sido aprovado em uma composição com PROS, PP e PCdoB (a qual esteve filiado anteriormente ao PROS) e deve permanecer. Contudo pela legislação eleitoral, caso vença o próximo pleito, Jailson não poderá ser candidato a uma nova reeleição.

Segundo uma fonte do município, Jailson deverá promover uma mudança ‘radical’ nesse final de gestão. É esperada para a próxima semana o anuncio da exoneração dos seis secretários do MDB. Em Rodrigues Alves, esse secretariado é conhecido como ‘cruzeirense’ por ser formado por pessoas de fora do município, sendo todas indicações do ex-prefeito Vagner Sales.

Caso confirmada a mudança, poderá ser mais um duro golpe para Vagner, que tem buscado alocar seus muitos apoiadores nos poucos espaços políticos de que ainda dispõe.

Disputa ainda indefinida

O cenário político de Rodrigues Alves ainda não está bem definido, principalmente porque o ex-prefeito Burica (PT) ainda depende de resolver uma pendência na justiça para poder concorrer. Em Rodrigues Alves, PT e PCdoB, que foram aliados no estado durante quase duas décadas, têm projetos políticos divergentes e o PCdoB foi oposição ao PT local.

Caso Burica não seja candidato, há conversas que tratam de colocar sua esposa e ex-secretária de assistência social, Mônica, como vice de Jailson, aliança que se for celebrada, encerraria uma disputa entre os dois partidos.

Ainda há outros nomes, o advogado e ex-procurador do município Emerson Soares, é pré-candidato pelo PTB e Curinga, vereador que esteve anos no PT, pode sair candidato pelo ex-partido de Bolsonaro, o PSL.

Segundo uma fonte do PDT, o partido poderá apoiar Jailson, mas se Burica for candidato, isso será rediscutido. Parece não haver a possibilidade de uma candidatura própria em Rodrigues Alves.

Com informações do Juruá em Tempo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas