Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Saúde

Covid-19: governo adquire equipamentos que permitem diagnósticos em até 3 horas

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre, desponta na vanguarda da biologia molecular do país, com a aquisição de duas plataformas automatizadas para acelerar a produção de exames do tipo PCR da Covid-19. A partir de agora, apenas o Acre e o Laboratório Central de Saúde Pública do Paraná possuem essa tecnologia de manipulação de material genético para o diagnósticos de doenças virais.

Os equipamentos custaram R$ 1,2 milhão, em recursos destinados pelo Ministério da Saúde para ações de enfrentamento à pandemia de coronavírus, dos quais um já está funcionando plenamente em Rio Branco desde o início da semana. O outro será instalado em breve, em Cruzeiro do Sul, no Vale do Juruá.

Na capital acreana, a nova máquina está instalada no Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen-AC), que elevou a sua capacidade manual de exames para Covid-19 de 36 em longas 24 horas, para 24 exames a cada três horas.

“Trata-se de um feito incrível para nós, porque estamos dando mais celeridade aos resultados, com um diagnóstico preciso, gastando menos insumos, como os reagentes, por exemplo, garantindo mais segurança para os nossos técnicos na manipulação de material, e ainda, assegurando que no futuro tenhamos essa mesma tecnologia para o diagnósticos de outras enfermidades”, comemorou o secretário de Estado de Saúde do Acre, Alysson Bestene, durante inspeção na manhã desta sexta-feira, em que conheceu o novo sistema, ao lado de Janaína Mazaro, gerente de Assistência à Saúde do Lacen-AC, e técnicos do laboratório.

Alysson Bestene enalteceu os esforços do governador Gladson Cameli, em tratar a situação pandêmica que vive o país e o estado, com muita seriedade e compromisso. “Isso é resultado de uma política compromissada com as pessoas, algo que o nosso governador tem como prioridade máxima neste momento”, disse Bestene.

Ao mencionar outras enfermidades, o secretário se referia ao fato de que, em muito breve, quando a pandemia passar, as duas plataformas vão permitir também o diagnóstico fácil e rápido para dezenas de outras doenças virais, entre elas a febre amarela, as hepatites e a meningite, só para citar três exemplos.

O Lacen-AC vinha produzindo diagnóstico de Covid-19 para os município do Vale do Alto Acre, em apoio ao Centro de Infectologia Charles Mérieux. Com a nova máquina, o Laboratório Central passa também a auxiliar nos diagnósticos das unidades que fazem os testes na capital acreana, permitindo ao paciente saber muito mais rápido se ele está, ou não, infectado pela Covid-19.

“Eu diria que a aquisição [da nova tecnologia] é uma forma de inovar e de valorizar os nosso profissionais. Ganhamos em qualidade e em segurança, e também ganhou a população”, frisou Janaína Mazaro.

O biomédico Ildercílio Mota de Lima, que tem título de doutor em genética, fez uma demonstração, ao secretário e à equipe, de como funciona a plataforma. Inicialmente, serão produzidos 4 mil exames, dos quais uma parcela maior será em Rio Branco, enquanto a outra será destinada a Cruzeiro do Sul.

Agência de Notícias do Acre

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas