Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Polícia

Bombeiros resgatam corpos de policiais que desapareceram em rio no Acre

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Após um dia de buscas pelas águas do Rio Envira, a equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros do Acre e do Amazonas encontraram na tarde desta quarta-feira, 22, os corpos do sargento da Polícia Militar e do investigador da Polícia Civil que desapareceram no rio após sofrerem um naufrágio na madrugada dessa terça-feira, 21, enquanto se deslocavam do interior do Amazonas para o Acre.

As informações que se tem até o momento são poucas, pois a comunicação da equipe que foi ao local de buscas com a central dos bombeiros ainda é pouca. Os militares saíram pela manhã desta quarta do município de Feijó para ajudar nas buscas na cidade de Envira. O Corpo de Bombeiros do Acre lamentou a tragédia.

O poder executivo municipal da cidade vizinha entrou em contato com a segurança pública do Acre para que o auxílio fosse possível e a mobilização fosse imediata. Envira não tem um quartel de bombeiros e o Acre se prontificou em ajudar na operação.

Entenda

Os dois policiais saíram de Envira com destino a uma comunidade no Acre para realizar uma operação policial quando sofreu o acidente. A dupla iria fazer uma operação de buscas de foragidos que estariam escondidos em uma comunidade a mais de seis horas de barco. Por volta das 2h, a embarcação bateu em um tronco de árvore no meio do Rio Envira, e naufragou.

Além do comandante PM no local, o barco levava dois guardas municipais, o sargento da PM e o investigador da Polícia Civil. “Ficamos mais de 25 minutos à deriva no meio do rio, e depois tivemos que nadar por quase meia hora até chegar à margem”, disse um dos que estava na embarcação. Um suporte psicossocial foi enviado às famílias dos servidores da segurança.

Ac24horas

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas