Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Geral

Há 3 meses fechado para visitação, Parque Chico Mendes mantém rotina de cuidados e redobra atenção com animais

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Localizado na Rodovia AC 40, no bairro Vila Acre em Rio Branco, o Parque Ambiental Chico Mendes é uma das atrações turísticas mais famosas da capital acreana. Durante seu pleno funcionamento, o local chega a receber de quatro a cinco mil pessoas, aos fins de semana.

O espaço foi inaugurado em 1996 e tem 53 hectares de área verde com minizoológico, trilhas, playground e áreas para piquenique. Mais de 200 animais de 34 espécies vivem lá e fazem a alegria dos visitantes, especialmente aqueles que são endêmicos da região amazônica, como o macaco “Bigodeiro”, uma espécie própria do Acre que sempre está sendo levada ao Parque pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas).

Por conta da crise sanitária causada pelo novo coronavírus, o espaço está de portas fechadas e lá dentro apenas a equipe, que trabalha em sistema de revezamento, para continuar cuidando dos animais. Como parte desses cuidados especiais adotados a partir da pandemia, os macacos do tipo “Barrigudos” foram colocados em quarentena, num espaço dentro do próprio Parque.

“Como esse vírus é algo novo que ainda vem sendo estudando pela ciência e os primatas são um tipo de animal que se assemelham muito ao ser humano, nós decidimos deixá-los em quarentena, para preservar a saúde deles e dos nossos trabalhadores também”, explicou a gerente do Parque, Joseline Guimarães.

Joseline explica ainda que mesmo com novo sistema de trabalho adotado, os cuidados com os animais foram redobrados para protegê-los mesmo que o espaço não esteja recebendo visitas. ”Estamos seguindo à risca a rotina deles, com a soltura no recinto, alimentação e manejo”, disse.

Assessoria

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas