Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Justiça nega pedido de comunista para estender pagamento de auxílio a todos servidores da saúde

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Na segunda-feira, 25, o desembargador Elcio Sabo Mendes, do Tribunal de Justiça, negou o mandado de segurança coletivo com pedido de liminar que visava estender a insalubridade a todos os servidores da saúde.

A liminar impetrada pelo deputado Edvaldo Magalhães foi contra o ato do governador Gladson Cameli (PP) que não concedeu o auxílio a todos os servidores da saúde do Acre.

Segundo o desembargador, a concessão da medida liminar extensiva a todos dos servidores dos quadros da Sesacre, de adicional de insalubridade, importará na imediata oneração aos cofres públicos.

“Portanto, a controvérsia, embora relevante,deve ser analisada quando do julgamento definitivo pelo Colegiado”, argumentou Elcio em seu despacho divulgado pelo AC24horas.

Após a decisão de Mendes, fica a cargo do colegiado do Tribunal de Justiça analisar o caso em definitivo.

Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas