Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Assis Brasil

Assis Brasil ameaça fechar BR-317 para conter imigrantes que tentam passar para o Peru

Redação Folha do Acre

Publicado

on

A confirmação de um primeiro caso positivo para coronavírus fez a prefeitura de Assis Brasil ficar em estado de alerta. Além de todos os empecilhos que a pandemia vem provocando na economia local, a população do município tem lidado com outra problemática: a chegada de muitos estrangeiros que tentam atravessar clandestinamente para o lado peruano ou seguir adiante para outros países.

Uma denúncia do O Alto Acre aponta que motoristas estariam burlando a quarentena e levando imigrantes para a região de fronteira durante a noite. A problemática envolve as cidades de Brasileia, Epitaciolândia, mas principalmente Assis Brasil que já tem um caso de Covid-19 oficialmente confirmado pela secretaria de Estado de Saúde.

A chegada de ônibus fretados com cidadãos estrangeiros tem sido constante na região. Eles teriam perdido seus empregos no Brasil devido ao alastre do vírus e tentam retornar para a cidade de origem. Com isso, ficaram por dias no meio da ponte que o Brasil ao Peru, sem poder passar devido o rigoroso protocolo do país vizinho. Ao deixar passar, foi constatado que pouco mais de 10 pessoas estavam infectadas pelo coronavírus.

Despesas

Outra situação levantada pela prefeitura de Assis Brasil é a alta despesa com ao menos 900 refeições para imigrantes que estão alojados em duas escolas, entre haitianos, senegaleses, paquistaneses e outras etnias.

O prefeito Antonio Barbosa Souza, o ‘Zum’, disse ao portal local O Alto Acre que a situação está ficando perigosa com o aumento de infectados. Ele diz que está em contato com o governo para pedir apoio na questão da segurança.

“Estou em contato com o governo para que possamos tomar uma atitude mais drástica, que seria bloquear a BR-317 na chegada do município. Os imigrantes estão chegando a todo momento e não temos condições de continuar desse jeito”, disse o gestor.

Segundo o prefeito de Assis Brasil, caso não tenha apoio das autoridades competentes, poderá radicalizar fechando a BR-317 por conta própria, para contar a entrada de imigrantes e evitar o aumento de contaminados e proliferação do vírus pela cidade.

Com informações do Alto Acre

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas