quinta-feira, outubro 21, 2021
32.3 C
Rio Branco
quinta-feira 21 outubro 2021

Gladson recebe proposta de empresários para reabertura do comércio

POR

Por meio de videoconferência, o governador Gladson Cameli ouviu nesta terça-feira, 5, as principais demandas e propostas de empresários de vários municípios acreanos referentes à reabertura do comércio. Desde a confirmação dos primeiros casos de Covid-19, o Estado restringiu o funcionamento dos estabelecimentos comerciais com o objetivo de frear a proliferação do vírus e salvar vidas.

O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços Agrícolas do Acre (Acisa), Celestino Bento, considerou as medidas adotadas pelo governo como rigorosas para a maioria dos setores do comércio. Ele citou ainda a situação de normalidade no expediente dos supermercados e sugeriu que os mesmos cuidados sejam adotados pelos outros estabelecimentos comerciais.

Já o presidente da Associação Comercial de Cruzeiro do Sul (Acecs), Luís Cunha, declarou que vários empresários não estão conseguindo honrar seus compromissos financeiros e muitos optaram pela demissão de trabalhadores. Segundo ele, é preciso encontrar uma alternativa o quanto antes. “A cada dia, a situação vem se agravando. Creio que seja possível reabrir os estabelecimentos tomando todos os cuidados para evitar a contaminação”, ressaltou.

Presente na reunião virtual, o empresário acreano e presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, disse que o mundo passa por uma situação de anormalidade e elogiou o comprometimento do governador Gladson Cameli em salvaguardar vidas.

Pinheiro também lembrou que a economia do Acre é dependente do funcionalismo público e parabenizou Gladson por não atrasar o pagamento da folha salarial mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. Assim como o auxílio emergencial, do governo federal, para ajudar as famílias brasileiras e manter a economia.

O presidente da CACB afirmou estar preocupado com a situação das empresas locais. Ao governador, George Pinheiro pediu a flexibilização e renegociação no pagamento de impostos. “Espero que o Estado consiga encontrar uma solução. Acredito que o momento é de valorizar as empresas acreanas, mas se isso não acontecer, muitas irão falir”, argumentou.

“O governo tem feito tudo que pode para salvar vidas”, diz Gladson
Sempre pautado pelo diálogo, esta não é a primeira vez que o governador trata a retomada do comércio com empresários. Cameli classificou as reivindicações apresentadas como justas e entende a importância da reabertura dos mais diversos estabelecimentos para o aquecimento da economia.

“Vivemos uma situação extremamente delicada e o nosso governo tem feito tudo que pode para enfrentarmos essa pandemia, mas precisamos escolher entre salvar vidas e salvar a economia. Eu entendo que sem vidas, não há economia. Por isso, o momento pede a união de todos”, pontuou Cameli.

Neste mês, o governo fará o lançamento de um pacote de obras para contribuir com a recuperação da economia. Além da geração de novos postos de trabalho, vários setores da iniciativa privada serão beneficiados direta e indiretamente.

“Já temos recursos que precisam começar a rodar. São obras que estamos planejando desde o ano passado para melhorar a vida das pessoas e, com certeza, ajudar a nossa economia. É agindo com responsabilidade e cautela que vamos superar este momento difícil”, avaliou o governador.

Secom

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img