Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Útilmas notícias

Covid-19: número de pacientes em UTI dobra e há apenas 2 leitos vagos em Rio Branco

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O número de casos da doença na capital também aumentou, chegando em 18. Das oito mortes no estado, sete foram registradas em Rio Branco.

O número de pacientes na UTI Covid-19 no pronto-socorro de Rio Branco dobrou nas últimas 24 horas. Ao G1, até a tarde de segunda-feira (20), a Saúde havia confirmado quatro leitos ocupados, mas esse número foi para oito e a unidade tem 80% dos leitos ocupados. A informação é da direção do pronto-socorro.

O número de casos na capital também teve um aumento saindo de 136 para 154. Ao todo, o estado tem 195 casos em em sete cidades, mas a maior parte está concentrada na capital.

“Ontem [segunda, 20] realmente tinha menos. Pela manhã, tinha quatro pacientes, no meio da tarde passou para seis e à noite já entraram os dois últimos. É uma dinâmica muito rápida e daqui a pouco já saem pacientes. Tem entrado muito paciente, mas, na mesma medida, também sai. Entra paciente, melhora o quadro respiratório e vai embora”, explicou o diretor do PS, Areski Peniche.

Os pacientes que estão na UTI, segundo o diretor, “estão graves, entubados, em ventilação mecânica, usando medicamentos para manter os sinais vitais.

Além das UTIs, a capital conta com 81 leitos para casos menos graves que precisem de internação, tanto no hospital como na UPA do Segundo Distrito. No PS, segundo o diretor, ainda há 11 pacientes na clínica médica, que tem capacidade para até 70 pacientes em vários níveis de complexidade.

Novos leitos

O Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) é a terceira unidade de saúde de Rio Branco adaptada para atender pacientes com o novo coronavírus e novos leitos vão ser disponibilizados apenas para o tratamento da doença.

A Saúde destaca ainda que 64 pessoas não têm mais o vírus no organismo, sendo consideradas recuperadas. Assim, 131 pessoas seguem em tratamento e a taxa de recuperação é de 33%. Os pacientes, 22 estão hospitalizados.

Em entrevista ao Jornal do Acre 1ª Edição desta terça-feira (21), o governador do Acre, Gladson Cameli, disse que dois hospitais de campanha vão ser construídos no estado para atendimento de pacientes da Covid-19.

O governador falou ainda que a situação é preocupante e que o estado ainda aguarda a chegada de 11 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI’s) que devem ser instaladas no Into, conforme ele anunciou há alguns dias.

Números

A Saúde informou que recebeu, até esta terça-feira (21), 1.648 casos suspeitos, descartou 1.178, confirmou 195 e mais 275 seguem em análise. Todos os casos confirmados estão sendo acompanhados de perto pela equipe da Vigilância Epidemiológica no âmbito estadual e municipal.

Dos 195 casos, 154 são em Rio Branco; 12 em Acrelândia; um no Bujari; 20 em Plácido de Castro; um em Porto Acre e cinco em Cruzeiro do Sul.

Mortes confirmadas

O estado registrou oito mortes após informar que um idoso de 85 anos faleceu no domingo (19), por volta das 19h50, vítima da doença, no pronto-socorro de Rio Branco. A sétima morte é de uma aposentada de 69 anos que faleceu no sábado (18) , mas que os exames foram divulgados somente na noite deste domingo.

A Saúde confirmou a sexta morte no estado, sendo de um administrador de uma empresa e tem 51 anos. Ele estava internado há um mês no Hospital Santa Juliana, depois de ser diagnosticado com câncer, e morreu. A Saúde informou que o exame para Covid-19 deu positivo e ele havia sido transferido para UTI do PS com quadro clínico grave. Ele morreu no sábado.

O exame confirmou que o motorista de aplicativo Mariano Neto, de 35 anos, que morreu na terça-feira (14), foi em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. A família contou que, desde janeiro, ele fazia tratamento para uma pneumonia bacteriana e que o quadro havia se agravado em março. O caso só foi confirmado nesta quinta-feira (16). Ele foi a quinta vítima da doença.

A quarta vítima da doença foi o aposentado João Faustino Gadelha, de 79 anos. Ele estava internado na UTI do PS em Rio Branco desde o dia 6 de abril, quando chegou já em estado grave. Esta foi a primeira morte registrada em Plácido de Castro, tendo em vista que a vítima morava lá.

A terceira vítima do vírus, Andre Avelino, de 82 anos, morreu no Lar Vicentino, no sábado (11), e o exame que comprovou a causa da morte como Covid-19 saiu na noite de domingo (12).

Além deles, Antônia Holanda, de 79 anos, e Maria Lúcia Pismel de Paula, de 75, morreram na segunda (6) e terça-feira (9), respectivamente, por complicações após serem diagnosticadas com Covid-19.

Depois da morte de Avelino, mais dois idosos do abrigo tiveram que ser levados à Unidade de Pronto-Atendimento em Rio Branco para avaliação e acompanhamento médico. Uma higienização também foi feia no local.

Alunos de medicina da Universidade Federal do Acre (Ufac) criaram um canal de teleatendimento que está ajudando nas orientações e até encaminhamentos de casos suspeitos da doença.

Uma pesquisa, divulgada, nesta quarta-feira (15), mostra ainda que menos de 40% dos acreanos cumprem o isolamento social. De acordo com o levantamento, a segunda-feira (13) foi o dia em que o índice de isolamento mais caiu em todo o estado.

G1

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas