Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Brasileia

PT repudia Leila Galvão após filiação ao MDB e diz que ex-deputada saiu pelas portas dos fundos

Gina Menezes

Publicado

on

Após a ex-deputada estadual Leila Galvão, até então petista de carteirinha, filiar-se ao MDB para supostamente disputar a Prefeitura de Brasileia, a direção estadual do PT emitiu nota repudiando a ex-companheira e a acusou de ter quebrado um compromisso pré-estabelecido e saído pelas portas dos fundos.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

Fomos surpreendidos na noite desta quarta-feira, 1, com a notícia da filiação da ex-deputada e ex-prefeita do PT, Leila Galvão, ao MDB. Recebemos a notícia com estranheza, uma vez que, Leila havia se comprometido que, antes de tomar qualquer decisão, comunicaria ao partido. Diante desse rompimento sem motivos, a Direção Estadual do PT/Acre e a Direção Municipal do PT de Brasileia, sentem-se traídos e enganados, principalmente, por tudo que o partido proporcionou à ex-deputada ao longo de sua trajetória política, desde a oportunidade de ser vice-prefeita, eleita em 2000, e prefeita eleita em 2004 e 2008. Em 2014, o PT/Acre convidou a então ex-prefeita Leila Galvão para ser candidata a deputada estadual e na referida eleição, não lançou nem um outro candidato a deputado estadual na região do Alto Acre, para potencializar a sua possibilidade de vitória. Durante seu mandato de deputada (2015/2018), Leila Galvão indicou quase 90% de todas as nomeações do governo no Alto Acre, e em 2018, em sua reeleição, novamente o PT não lançou outras candidaturas na região do Alto Acre. Contudo, mesmo contando com o apoio dos prefeitos de Xapuri e Brasileia, dos cargos do governo na região, da militância dos diretórios municipais do PT do Alto Acre, a ex-deputada não conseguiu se reeleger.
O povo de Brasiléia sabe da lealdade e do compromisso do PT para com a trajetória política de Leila Galvão. — Porém, não existe reciprocidade nesse processo. Leila queria do PT o direito de disputar a prefeitura de Brasiléia mais uma vez. Mas, não houve e não haverá debate sobre isso. O partido entende que o direito de concorrer à reeleição, seja da atual prefeita, Fernanda Hassem, que vem realizando um trabalho esplêndido no município.

Lamentamos a decisão de Leila, que não levou em consideração todos os companheiros e companheiras de Brasileia e dos demais municípios do Alto Acre, que estiveram ao seu lado, lutando com lealdade ao longo dos últimos anos e que por ela foram descartados, numa visível busca pelo poder. Nos entristece mais ainda saber que, cega pela ganância, a ex-deputada escolheu uma aliança com o que há de mais podre e corrupto na política de Brasileia. Com aqueles que roubaram os cofres públicos e foram presos por essas práticas, como ex-prefeito Aldemir Lopes e seus correligionários. A escolha da ex-deputada Leila Galvão em sair escondida pela porta dos fundos, demonstra o total desrespeito pela história e pela dedicação de todos os petistas e militantes. Somos gratos por tudo que ela ajudou a construir, mas diante da ingratidão e da injustiça que a mesma tem cometido com todos os companheiros e companheiras, repudiamos veemente sua atitude mesquinha e desonrosa.

 Direção Estadual do PT/Acre

Direção Municipal do PT de Brasileia

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas