Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

“O ente público só conseguirá ajudar os mais vulneráveis se arrecadar”, diz prefeita Socorro Neri

Gina Menezes

Publicado

on

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), afirmou em entrevista coletiva realizada na manhã de quarta-feira (1) que entende a boa vontade de parlamentares em propor desonerações de impostos, que tem avaliado com atenção algumas situações, mas salientou que é necessário manter o ente público viável economicamente sob pena de que haja colapso financeiro o que comprometeria gravemente os investimentos no setor da saúde e ajuda aos mais vulneráveis.

De forma prática, Neri explicou que para que a máquina pública continue funcionando é necessário o recolhimento de impostos.

“Sobre estas desonerações de tributos e outras propostas feitas é preciso dizer que sabemos que tem muita gente com dificuldades para manter seus encargos, mas temos que ver pelo lado do ente público que ele só consegue prestar serviço se ele arrecada e eis um impasse que temos que resolver com cautela. Se arrecadação não acontecer não haverá serviços”, diz.

A prefeita afirmou ainda que Rio Branco já vinha enfrentando uma redução de receita e que é necessário esforços para manter o funcionamento da máquina pública.

“Já estamos vindo de uma redução de receita e a tendência é diminuir por conta da redução do consumo de bens e serviços, portanto é evidente que a despesa do ente público terá que ser comprimida e é justamente na hora que mais estamos precisando prestar ajuda aos mais vulneráveis”, diz.

Neri frisou ainda que tem estudado medidas de ajudar a população. “Por exemplo estão solicitando que as taxas dos permissionários sejam suspensas. Estamos avaliando com carinho e até pensando em uma isenção destas taxas. Quanto aos impostos o que precisamos ter consciência é que será preciso analisar o impacto das medidas a serem tomadas, sabendo que cada centavo a menos arrecado é um centavo a menos que podemos usar para ampliar serviços de saúde e prestar apoio aos mais vulneráveis”, diz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas