Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Principal

Primo de Gladson vai demitir 380 funcionários de sua empresa após medidas contra coronavírus

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O empresário Orlenilson Cameli, filho do ex-governador Orleir e primo do governador do Estado do Acre, Gladson Cameli (PP), usou as redes sociais na noite de sexta-feira (20) para anunciar que irá demitir 380 funcinários de sua empresa na segunda-feira (23) após medidas tomadas pelo estado de que os acreanos entrem em quarentena e evitem deixar suas casas.

Orlenilson deixa a entender que a medida tomada pelo governo do Estado, de fechar estabelecimentos e evitar que as pessoas deixem suas residências para trabalhar, vai afetar diretamente a economia do Acre e pode motivar ainda mais demissões.

O primo do governador deixa nas entrelhinhas que a decisão de fechar setores do comércio como prevenção da doença no Acre tenha partido do grupo de conselheiros de Gladson Cameli.

“Segunda-feira demitiremos 380 funcionários, pois ao contrário do funcionalismo público o privado não se sustenta sem trabalhar! Obs: Parabéns aos conselheiros”, escreveu o empresário.

Publicação de Orlenilson na rede social Facebook

Orlenilson deixa claro que não é contra a quarentena sugerida pelo Ministério da Saúde como protocolo de proteção, mas lamenta que o trabalhador privado não tenha nenhuma segurança salarial durante o perído de crise causado pela pandemia.

“O que reclamo aqui não é o dever de ficar em casa e, sim, a forma abrupta e injusta de tratarmos o trabalhador privado sem ter o direito de qualquer prazo para adequação ou incentivo para assegurá-lo com ao menos um salário para irem sobrevivendo enquanto não saímos dessa situação. Esse é o problema, fome e falta de remédio quando não leva a marginalidade, mata”, escreveu.

O administrador e consultor Marcos Clay é um dos seguidores de Orlenilson que apoia o pensamento do empresário.

“Nem em São Paulo foram tão drásticas as ações de prevenção. Muitos empresários não conseguirão sobreviver, consequentemente teremos muitos desempregados! Mais ainda”, diz Clay.

Mas há também quem acredita que as medidas tomadas por Gladson Cameli sejam as melhores nesse momento de propagação do vírus pelo Brasil.

“Meu amigo, uma pena! Infelizmente é um tempo complexo! Mas sacrifícios serão necessários nestes tempos”, diz o empresário Daniel Ribeiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas