Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Geral

Com 3 casos de coronavírus, Bolívia declara emergência e fronteiras são fechadas

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Sobe para três o número de pessoas diagnosticadas com coronavírus na Bolívia. Foi o que informou o Serviço Departamental de Saúde (Sedes) de Santa Cruz de La Sierra, revelando que trata-se de um rapaz de 26 anos, que mora na capital cruceña.

Ao jornal El Deber, o Sedes informou que o paciente esteva em Madri (Espanha) e Miami (EUA). Ele chegou à Bolívia há cerca de 10 dias, mas os sintomas só começaram a se manifestar no domingo (08). Exames laboratoriais confirmaram que ele havia contraído o Covid-19. Os dois primeiros casos foram em Oruro e Santa Cruz. As duas pessoas, mulheres com mais de 60 anos, vieram da Itália para o país andino.

Emergência Nacional

Após a reunião com prefeitos e governadores dos nove departamentos bolivianos, na quarta-feira (11), o governo da Bolívia decidiu declarar Emergência Nacional. A medida é para que o país possa dispor de recursos financeiros necessários em caso de emergência.

A presidente Jeanine Áñez destacou as operações e a preparação que o país tem feito nas últimas semanas para enfrentar o alerta e que foram apoiadas por protocolos internacionais da Organização Mundial da Saúde. “O novo vírus é considerado uma ameaça potencial para o saúde pública”, afirmou a chefe de Estado daquele país.

A autoridade também pediu calma à população alertando a todos que sigam cuidadosamente as recomendações do Ministério da Saúde para evitar infecções ou possíveis complicações referentes à doença. “Se algum de nossos irmãos tiver sintomas, evite o contato com outras pessoas e vá a um centro médico para descartar se tem ou não o vírus. As pessoas mais velhas são as mais vulneráveis”, disse a presidente interina da Bolívia.

O ministro da Presidência, Yerko Nuñez, informou que a declaração de emergência agilizará os fundos necessários para lidar com casos de coronavírus.

Fronteira fechada

População e moradores de povoados vizinhos de Yacuiba (Tarija) bloquearam na quarta-feira (11) a ponte internacional que liga a região à Argentina. Os moradores garantiram que não permitirão a travessia de passageiros por terra porque não há controle sanitário para saber se algum dos viajantes tem o coronavírus.

José Wayar, presidente do Comitê Cívico de San José de Pocitos, afirmou que “houve reuniões de conscientização, mas não há controle na fronteira”.

Já em relação à fronteira das cidades de Puerto Quijarro, Puerto Suárez e Arroyo Concepción, com Corumbá, não há até o momento nenhuma determinação do fechamento da fronteira, segundo informou ao Diário Corumbaense, o presidente do Comitê Cívico da Província de German Busch, Marcelo Moreira.

No Paraguai, o governo decretou quarentena, alegando risco de contaminação descontrolada, depois da confirmação de dois casos pelo novo coronavírus.

Casos no Brasil

De acordo com o ministério até as 16h45, de quarta-feira, subiu para 52 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil, conforme os dados repassadas pelos estados à pasta da Saúde. Desse total, sete são por transmissão local, quando é possível relacionar o doente a um caso confirmado e 45 são importados, ou seja, de pessoas que viajaram ao exterior. Atualmente, são monitorados 907 casos suspeitos. Outros 935 foram descartados.

Os casos confirmados no Brasil estão divididos em oito estados: Alagoas (1), Bahia (2), Minas Gerais (1), Espírito Santo (1), Rio de Janeiro (13), São Paulo (30), Rio Grande do Sul (2) e Distrito Federal (2).

Diário Online

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas