Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Geral

Profissionais da Saúde Municipal participam de especialização do Hospital Sírio Libanês

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Como parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS) do Ministério da Saúde (MS), profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) que atuam na rede municipal de Saúde de Rio Branco, iniciaram nesta quarta-feira (04) o curso de Especialização em Vigilância em Saúde (EVS), do Hospital Sírio Libanês (HSL), ofertado por meio de parceria com a Prefeitura de Rio Branco, a Secretaria de Estado de Saúde e a Secretaria de Vigilância em Saúde do MS.

De acordo com o coordenador de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Félix Araújo, a perspectiva é qualificar os profissionais de saúde em diversas competências. “A especialização é uma importante estratégia para que possamos interferir nos processos que causam adoecimento da população. As abordagens serão, teóricas e práticas, utilizadas pelos alunos da nossa rede de atenção, que são profissionais, e farão a relação entre o aprendizado e a aplicação prática”, destacou.

O curso é uma iniciativa educacional prevista entre as atividades previstas do Plano Ampliado de Desenvolvimento da Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (PADEpiSUS) e tem como objetivo especializar os profissionais que atuam no SUS, preferencialmente na área de Vigilância em Saúde para atuar em diferentes cenários, articulando as ações de vigilância, prevenção, promoção e controle de doenças e agravos.

“Então os alunos/profissionais irão identificar o cenário que trabalham para então propor intervenções que possam ser aplicadas e solucionar os problemas relacionados à área de competência de sua formação e fortalecendo o desenvolvimento das ações na Saúde Pública Municipal e contribuindo com a assistência dada aos pacientes seja nas unidades ou nos territórios”, acrescentou Félix Araújo.

Desse modo, além de utilizar metodologia considerada inovadora para educação de profissionais, a iniciativa também prevê a elaboração de Projetos Aplicativos pelos alunos do curso, com objetivo de transformar a realidade do serviço de saúde local.

Além disso, de acordo com o programa, o curso é importante ferramenta para potencializar das equipes de saúde no contexto do pensamento epidemiológico e a dinâmica do processo de trabalho das equipes frente as mais diversas situações no contexto da vigilância em saúde.

“É de fundamental importância que possamos cada vez mais instrumentalizar os profissionais a atuar frente a situações como, por exemplo, a que estamos passando com o Novo Coronavírus (2019-nCoV)”, reiterou.

Em Rio Branco, o curso está sendo realizada na UniMeta, sendo que a oferta pedagógica do curso e capacitação dos facilitadores é de responsabilidade do Hospital Sírio Libanês. São 40 profissionais participantes, sendo 30 de Rio Branco e 10 dos demais municípios do Acre, selecionados por edital público. O curso terá a duração de 10 meses.

Ascom

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas