Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Opinião

Um dentista na Casa Civil: a humanização do governo Cameli

Gina Menezes

Publicado

on

O Diário Oficial de terça-feira (18) trouxe a nomeação de Alonso Souza da Rocha Júnior, odontólogo, formado pela Unoeste e que agora será chefe de departamento na Casa Civil do governo do Acre. “Alonsinho Júnior” é irmão do vice-governador Wherles Rocha. O assunto foi comentado na Câmara de Rio Branco e dois colegas jornalistas fizeram um comentário pertinente: “talvez a nomeação de um dentista para a Casa Civil seja para cuidar do sorriso dos servidores e o início da tão sonhada humanização do governo Cameli”.

Talvez a imprensa seja um tanto quanto crítica de mais e Alonso Júnior, formado em odontologia, esteja ali apenas para prestar serviço em sua área de formação e tratar de alguma cárie no secretário José Ribamar ou colocar um aparelho em Jairo Carvalho, alinhar os dentes de Osmir Lima ou uma limpezinha básica em Paulo Ximenes para que todos tenham belos sorrisos e como articuladores consigam articular e ajeitar a bagunça que o Estado está. Talvez seja este um projeto embrionário de humanização do governo.

O salário de “Alonsinho” para o programa “Casa Civil seu sorriso feliz” é R$ 10,8 mil. Uma merreca comparada aos cargos de R$ 16, 18 mil, e por aí vai.

Eu apoio a humanização. Agora se vai começar por familiocracia, termo que me lembra Vagner Sales, é assunto para outro papo.

Rir quem pode e se conforma quem tem juízo, algo assim. Então boa sorte para quem vai rir!

*Gina Menezes é jornalista, colunista política e sócia-fundadora do jornal online Folha do Acre

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas