Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Opinião

Duarte precisa resolver questão com irmã rejeitada ou não irá segurar a máscara de bom moço, diz colunista

Coluna da Gina

Publicado

on

A máscara de bom moço foi às favas quando a irmã rejeitada apareceu

Roberto Duarte não parece mais o bom moçinho que sempre quis aparentar. Bastou uma entrevista da irmã que ele se recusa a reconhecer, mesmo depois de dois DNAs positivos, e a máscara de bom moço foi às favas.

E o afeto que seria natural?

Como assim não aceitar o resultado de dois DNAs e atravancar a partilha de bens. No caso não é nem só os bens que interessam, mas a forma desumana que ele trata a meia irmã por parte de pai, Juliana Lameira, mas uma questão de humanidade mesmo, de não demonstrar quaisquer afeto pela irmã.

Protelar o processo

Duarte pediu um terceiro exame de DNA e o objetivo é claro protelar o processo que já dura 9 anos.

Tem de resolver urgente

Roberto precisa urgentemente resolver essa situação ou será uma mácula na sua campanha, pois quem não cuida da família não pode pretender cuidar de uma cidade com responsabilidade.

Comedida

Achei a entrevista de Juliana Lameira à imprensa local até bem comedida e foi um sutil recado para que Duarte se alinhe se ele quer mesmo ser candidato. Quem pretende a vida pública não pode ter esse tipo de defunto no armário.

Segredo de Justiça

Em declaração a esta coluna, Roberto Duarte diz que não há nada a declarar porque o processo corre em segredo de Justiça.

Bestene risível

Bestene dizer que a Frente Popular e o PT acabaram com o Acre é risível, pois quando Jorge Viana assumiu o governo não encontrou as coisas nada boas. Portanto, é como se fosse o sujo falando do mal lavado, mas levando em consideração que Jorge Viana tem uma história muito mais brilhante e construtiva com os acreanos.

Velha guarda

Bestene é da velha guarda daquela oposição que levou 20 anos para chegar ao poder e ninguém se esqueceu das trapalhadas daquele grupo.

Trem desgovernado

Tem que se reconhecer que o governo Cameli é um trem desgovernado e isso não é torcer pelo pior é apenas ter noção mínima de política.

Menos, Bestene. Bem menos!

José Bestene tem sido um deputado medíocre (na média) e deveria se dedicar ao mandato ao invés de querer controlar tudo e ser candidato a prefeito, inclusive. Tem que ir com menos sede ao pote.

Tem que decidir o que quer

Bestene tem que decidir se quer apunhalar Nicolau Junior (PP) e tomar a presidência da Aleac, se quer ser candidato a prefeito ou se quer fazer um mandato bom de deputado para o qual foi eleito.

Cadmiel Bonfim, completamente inexpressivo

Com um ano e dois meses de mandato ainda tem deputado que não disse a que veio. Cadmiel Bonfim (PSDB) parece ser boa gente, bom cristão, bom pai e sei lá o que mais, mas é um deputado inexpressivo, sem conteúdo e um tanto patético quando simula choro da tribuna.

A bendita caravana

Cadmiel é daqueles que aproveita toda caravana e foi um dos que esteve em Pucallpa, ganhando diárias da Aleac, para ouvir história para inglês e petista ver. Porque se tem uma coisa que os petistas falaram à exaustão é nessa bendita ligação com o Peru.

Como pode?

A propósito em todas as caravanas petistas estava o José Adriano, presidente da Fieac, este mesmo que agora aparece abraçado ao vice-governador Rocha. Vergonha alheia é o que se sente vendo essas fotos e lembrar que esse cara não largava o Tião Viana, como uma sombra fantamasgórica. Mas ele era dia e noite ligado no governador e falando mal dos atuais governantes.

Bom dia a todos

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas