Comoção e gritos de “justiça” marcam sepultamento do subtenente da PM morto por assaltante

0
1259

O sepultamento do subtenente aposentado da Polícia Militar do Acre (PM/AC), Amarildo Carneiro, 56 anos, foi marcado por dor e comoção entre amigos, colegas de farda e familiares na manhã desta quinta-feira (6), em Rio Branco.

“Amarildo foi mais uma vítima da violência de Rio Branco, onde as leis não cooperam com a polícia que prende os criminosos. A sensação é de impontência. A família de Amarildo pede justiça, que os responsáveis por essa covardia sejam presos e paguem por seus crimes”, diz um dos familiares durante discurso.

Autoridades da Segurança Pública e do Comando da PM estiveram presentes e prestaram homenagens a Amarildo.

“Amarildo amava o que fazia, amava a corporação da PM do Acre e sempre serviu com maestria e amor ao próximo”, diz um dos colegas de farda do subtenente.

Ao fim do sepultamento, os presentes gritaram: “justiça, justiça!”.