Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Prefeita Socorro Neri convoca cerca de 700 candidatos classificados no concurso da Educação

Anderson Bodanese

Publicado

on

“Passar num concurso efetivo é uma realização pessoal muito grande, principalmente nesse momento de crise no país, onde milhões estão desempregados. Outra questão é a valorização da Educação, dos recursos humanos que são fundamentais nessa área”, o depoimento é da professora Neuma Norte da Silva, uma das pessoas convocadas nesta terça-feira, 28, pela Prefeitura de Rio Branco, para a entrega e avaliação dos exames médicos e posteriormente de toda a documentação exigida no edital do concurso da Educação realizado no fim de 2019.

Neuma foi classificada na 78ª posição para a vaga de professora pré-escolar na rede municipal de ensino. Ansiosa, ela disse que estava desde as primeiras horas do dia em uma espécie de vigília pela divulgação dos nomes dos candidatos aprovados. Logo cedo ela procurou o Centro de Referência do Servidor Municipal e já entregou todos os exames médicos indicados.

São 676 pessoas convocadas, 138 vagas a mais do que previa o edital lançado pela prefeita Socorro Neri, no dia 15 de outubro. A Prefeitura de Rio Branco também deve anunciar ainda esta semana o resultado final para as áreas que necessitam de provas práticas – libras e bilíngue.

A prefeita Socorro Neri destacou que tem trabalhado na valorização do funcionalismo com medidas voltadas para a modernização da gestão em busca da eficiência, ética e transparência. “Com essa convocação, e tão logo todos estejam aptos para serem empossados, nós só teremos na Educação municipal profissionais temporários para as vagas que de fato são temporárias. Quando o contrato é provisório, o professor passa o ano trabalhando e depois fica sem salário e ainda poderia ficar sem trabalho se não passasse no processo seletivo simplificado no ano seguinte, então era uma forma injusta de tratar esses profissionais”, destacou.

Ainda de acordo com Socorro Neri, do ponto de vista humanista e do ponto de vista econômico, a situação de professor provisório também causa prejuízo para a pessoa e para o sistema de educação. “Agora, como servidores efetivos, esses profissionais vão ter acesso a direitos que antes não tinham, como férias, décimo terceiro, descanso remunerado e formação permanente, além de contribuir com a previdência municipal”.

A professora Herlen Evangelista também está entre os candidatos classificados e deve assumir uma das vagas para professores do ensino fundamental 1. “Foram seis anos como professora provisória, e agora ser efetivada é uma grande alegria, não só pra mim, mas para muitos colegas que esperavam essa oportunidade. Agora nós teremos uma estabilidade financeira e não teremos que ficar mais todos os anos pensando se teremos ou não nossos contratos renovados. Hoje eu estou me sentindo valorizada como professora da rede municipal de Rio Branco”, comemorou.

Para atender todos os candidatos classificados e convocados, a Prefeitura montou em esquema para dar celeridade na entrega dos exames médicos e toda a documentação que deve ser apresentada até o dia 13 de fevereiro próximo. O Centro de Referência do Servidor Municipal, localizado na rua Manoel Cesário, número 450, no bairro Capoeira, próximo ao Parque da Maternidade, tem a expectativa de atender de segunda a sábado, das 8h da manhã às 13h, cerca de 60 pessoas por dia.

Para a admissão são necessários os seguintes exames:

1 – Avaliação de sanidade mental:

a) Psiquiatria

2- Avaliação física:

a) Hemograma completo (fornecido pela rede municipal de saúde)

b) Glicemia (fornecido pela rede municipal de saúde)

c) Infectologista

d) Oftalmologista

e) Cardiologista

f) Eletrocardiograma

g) RX de Tórax (com laudo do radiologista)

h) RX de coluna total (com laudo do radiologista)

I) Ortopedista (para todos os cargos)

J) Otorrinolaringologista (para os cargos de motorista, professor e cuidador)

K) Videolaringoscopia (para o cargo de professor)

Os candidatos que já possuem os atestados acima ou parte deles com data retroativa de até 90 dias a partir da data de publicação da convocação serão considerados válidos pela junta médica.

Ascom

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas