Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Mesmo com déficit de 35 delegados, Emylson é cedido à Aleac com autorização de Gladson

Gina Menezes

Publicado

on

O candidato a vice-governador na chapa de Marcus Alexandre em 2018, Emylson Farias, segue se dando bem no governo Cameli. Por suposta indicação de seu padrinho político, deputado Luiz Tchê (PDT), que também era oposição a Cameli, Emylson foi cedido à comunicação política da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac)

O Diário Oficial de segunda-feira (7) trouxe a publicação dando conta que o governo gentilmente cedeu o delegado Emylson Farias por mais um ano para a Aleac.

Emylson Farias foi secretário de Segurança Pública do Estado na gestão de Tião Viana (PT) e se destacou à frente da Delegacia de Combate ao Crime Organizado e agora ficará mais uma vez mais uma vez longe do trabalho da segurança, onde há um déficit de 35 delegados.

Na Aleac, onde deveria dar expediente, Emylson não é visto. “A sala que ele deveria trabalhar vive fechada. Vi ele duas vezes”, diz uma fonte que não quer se identificar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas